Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Coronavírus: saiba seu impacto na economia mundial e criptomoedas

Desde seu surgimento na cidade de Wuhan, na China, o Covid-19 vem causando um grande impacto mundial. Até o momento, há infectados em 35 países e já foram confirmados 80 mil casos e 2,7 mil mortes em decorrência deste vírus, que já é encarado por muitos como uma pandemia.

Com isso, é esperado que o crescimento econômico da China seja reduzido em cerca de 4,5% no primeiro trimestre de 2020, o pior ritmo desde a última crise financeira, o que pode ocasionar grande impacto em todo o mercado econômico mundial.

Ontem, segunda-feira (24), o mercado de ações abriu com maior queda desde o referendo do Brexit, em junho de 2016, com quedas acentuadas nas bolsas de Milão (5,4%), Madrid (5%), Paris e Frankfurt (ambos 4%), entre outras. A cotação do petróleo também despencou em cerca de 5%.

Homem assustado com queda no mercado de ações (Patricia Monteiro/Bloomberg)

Com isso, somado à guerra comercial entre China e EUA, é natural que cresça o interesse dos investidores em reservas de valor para preservação do capital, e é aí que entra o ouro e o Bitcoin.

O Bitcoin vem sido considerado, apesar de sua oscilação, como uma ótima opção de reserva de valor. Um exemplo disso é que, no início do ano, Bitcoin vinha sendo negociado a R$ 29.000,00 e agora, após menos de 2 meses, já atingiu valores acima de R$ 45.000,00.

Também há relatos de que a China tenha iniciado uma quarentena de suas cédulas fiduciárias na tentativa de impedir a propagação do vírus, algo que, com maior disseminação do Bitcoin, seria facilmente resolvido, pois a criptomoeda é negociada de forma 100% virtual.

Invista em criptomoedas, clique aqui para se cadastrar em nossa plataforma e comece a operar agora mesmo, com a menor taxa do Brasil.

Deixe um comentário