Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

É Seguro Investir em Bitcoin?

Quando eu estava começando a me interessar pelo Bitcoin, em meados de 2014, o tópico com que eu mais me preocupava era, de longe, se o Bitcoin é seguro.

É comum que isso aconteça. O Bitcoin e a blockchain são tecnologias relativamente novas. Embora descompliquem as finanças e facilitem as transações, alguns tem dificuldade em entender seu funcionamento, e disso surge a desconfiança.

Eu passei por essa fase. Por isso, posso afirmar: depois de se aprofundar em entender o Bitcoin e as criptomoedas, todas essas preocupações vão embora. Entretanto, é preciso estar atento a golpes e esquemas fraudulentos.

Bom, antes de começar a explicação quero ressaltar que, tratando-se da segurança do Bitcoin, o correto é separar o assunto em três tópicos:

  • Rede e sistema;
  • Negociação;
  • Rentabilidade.

Não entendeu? Eu te explico.

A segurança do sistema se trata da confiabilidade de sua tecnologia. Nesse tópico, entram os quesitos da criptografia, descentralização da rede, histórico de falhas, etc.

Já a respeito da negociação, me refiro à segurança de comprar e vender Bitcoins no Brasil e no exterior. Aqui entram os riscos de se negociar em corretoras e outros métodos.

E no quesito rentabilidade, claro, trata-se do investimento em si. Irei abordar temas como: volatilidade da moeda, certeza de ganhos e os riscos de investir em Bitcoin.

A rede do Bitcoin é segura?

Bitcoin é seguro

O Bitcoin funciona ininterruptamente desde seu lançamento, há cerca de uma década. Nesses anos, a rede passou por alterações, testes de sobrecarga e inúmeras tentativas de fraude.

Mesmo assim, o Bitcoin suportou tudo isso sem problemas. Seu protocolo foi desenvolvido para suportar os ataques mais elaborados, e é praticamente impossível que um invasor consiga fraudar a rede, devido à sua extensa descentralização.

Então a resposta é sim. A rede do Bitcoin é, de fato, muito segura. Caso queira se aprofundar mais sobre seu funcionamento, eu explico melhor no Guia Definitivo de Bitcoin.

No entanto, nem tudo são flores. Ao utilizar o Bitcoin por conta própria — em carteiras descentralizadas, por exemplo — é necessário tomar alguns cuidados para não arriscar o seu dinheiro. Te explicarei melhor a seguir.

Como manter meus Bitcoins seguros?

Dica nº 1: Escolha uma boa corretora — você irá utilizar a corretora para comprar e vender as suas criptomoedas, logo, é preciso ser criterioso na sua escolha. Você deve procurar exchanges sem histórico de fraudes e com recursos confiáveis de segurança.

Um bom parâmetro é escolher uma corretora dentre as recomendadas pelo Bitcoin.org, site criado pelos desenvolvedores do Bitcoin.

Dica nº 2: Utilize uma carteira confiável — sua carteira será o seu “banco pessoal”, onde seus Bitcoins ficarão na maior parte do tempo. Há diversos tipos de carteiras, e as mais recomendadas são as cold wallets.
Para saber mais sobre, clique aqui para aprender a escolher uma boa carteira.

Dica nº 3: Tenha cuidado ao transacioná-los — no Bitcoin não há mecanismos de estorno, diferentemente de bancos e operadoras de cartão, por exemplo. Por isso, caso transfira seus Bitcoins para a carteira errada, você pode perdê-los para sempre.
Uma forma de contornar isso é copiar o endereço do destinatário (no ‘Ctrl+C’ mesmo) e colar na carteira, conferindo com atenção antes do envio.

As corretoras de Bitcoin são seguras?

No geral, sim. No entanto, a segurança oferecida pelas corretoras é, por definição, inferior a da rede do Bitcoin. Isso porque as corretoras são, geralmente, apenas plataformas que oferecem serviços de troca.

Então, por maior que seja a dedicação da empresa em proporcionar segurança a seus usuários, ataques hackers podem acontecer. Nesses casos, a plataforma costuma ficar fora do ar por um tempo, ou, num cenário mais extremo, parte dos Bitcoins armazenados podem ser perdidos.

Por isso, recomendamos que, após realizar sua compra/venda, envie suas criptomoedas para uma carteira segura, que te permita fazer backup da chave privada e, quando quiser negociar novamente, basta depositar na corretora novamente.

O Bitcoin é um bom investimento?

Grafico bitcoin

Agora chegamos na parte mais polêmica do artigo — a da rentabilidade do Bitcoin.

Antes de tudo, é importante dizer que o Bitcoin é uma moeda digital, criada com o intuito de tornar os pagamentos mais fáceis e seguros.

Entretanto, embora não seja seu propósito inicial, Bitcoin também é encarado como um investimento, principalmente pela sua valorização ao passar dos anos.

No ano de 2010, quando começou a ser aderido por corretoras, o maior valor do Bitcoin foi de aproximadamente R$ 0,65. Bom, hoje em dia, essa é a cotação atual:

Isso representa uma valorização de 7.476.415% em reais — sim, mais de 7 milhões por cento — até o momento dessa matéria.

Números que fazem brilhar até os olhos dos mais céticos, não é mesmo? Porém é preciso tomar cuidado antes de definir como irá investir em Bitcoins.

Você pode estar se perguntando: “por que eu precisaria tomar cuidado antes de investir se o Bitcoin é uma moeda segura?”

Hoje em dia, principalmente no Brasil, estamos muito expostos a esquemas de pirâmide — também chamados de esquemas Ponzi.

Esses esquemas, muitas vezes se disfarçam como sites de mineração em nuvem, arbitragem ou marketing multinível (MMN) para dar mais credibilidade. Prometem ganhos exorbitantes a seus “investidores” e os mesmos precisam convidar novas pessoas para “fortalecer a sua rede”.

Como fugir de pirâmides e golpes?

A princípio, você precisa ter em mente que o Bitcoin não possui rentabilidade garantida. O Bitcoin é um ativo de renda variável e classificado como alto risco, pela sua forte oscilação.

Por isso, evite investir em qualquer site ou plataforma que prometa ganhos constantes e/ou rápidos — um exemplo é a BitConnect, esquema de pirâmide que prometia um retorno de 1% ao dia a seus investidores, não importavam as circunstâncias.

Sabendo disso, recomendo que procure uma corretora de qualidade e comece fazendo uma aplicação pequena, para sentir se você se adaptará a constante flutuação dos preços.

Conclusão

Obrigado por ter lido esse artigo até o final!

Espero ter acrescentado informações valiosas para melhorar os seus investimentos e a sua experiência utilizando Bitcoins.

O que você achou das informações apresentadas aqui? Deixe um comentário com a sua opinião!

E, por final, não se esqueça: retornos garantidos não existem. Até a próxima!

Invista em Bitcoin

Deixe um comentário