Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

R$ 100 MIL! Bitcoin bate recorde e renova topo histórico

Nesta sexta-feira (20), o Bitcoin atingiu pela primeira vez a tão sonhada — pelo menos para nós, brasileiros — marca dos R$ 100 mil, menos de um mês após celebrarmos o recorde de R$ 70 mil.

O número é muito expressivo e retrata o forte crescimento que o Bitcoin teve no ano de 2020, juntamente com a alta do dólar durante toda a pandemia.

No mercado americano, o Bitcoin também está em forte alta, cotado a US$ 18,6 mil — a moeda se aproxima cada vez mais do seu topo histórico em dólares, US$ 20 mil, alcançados em dezembro de 2017.

Por lá, a sensação também é de euforia. Analistas acreditam que, após atingir o topo de 20 mil dólares (o que falta pouco), o Bitcoin tem margem para alcançar até US$ 65 mil!

bitcoin 100 mil
Gráfico ressaltando o topo histórico em dólares | Fonte: TradingView

Como é possível notar no gráfico acima, o Bitcoin está “inabalável” há cerca de um mês e meio, praticamente sem quedas, mas a alta já vem sendo construída desde março, quando houve uma queda de 62% motivada pelas incertezas da pandemia recém anunciada.

Confira o desempenho em % dos principais mercados no momento dessa matéria:

SímboloSemanalMensalAnual
Bitcoin/Real+14,17%+27,91%+265,93%
Bitcoin/Dólar+17,23%+37,93%+262,40%
Dólar/Real-0,65%-4,23%+29,92%

Essa marca simbólica dos R$ 100 mil serve para nos lembrar dos fundamentos atrelados ao Bitcoin e dar um tapa na cara dos críticos que, até hoje, insistem em negar a realidade e dizer que o Bitcoin é uma bolha.

Marco Castellari, CEO da Brasil Bitcoin

LEIA MAIS: Brasil Bitcoin é a primeira corretora a aceitar o PIX no Brasil!

Conclusão

Embora o valor do Bitcoin em reais possua impacto quase nulo no mercado internacional, encaro esse recorde como um lembrete de que esse mercado ainda nos trará muitas alegrias e para deixar claro, de uma vez por todas, que o Bitcoin veio para ficar e estamos apenas no começo!

investir em bitcoins

Deixe um comentário